A pele que habitamos

Por Leonardo Costa

Curiosidades, cuidados e dicas para uma pele saudável.

Longe de querer entrar no universo do diretor cinematográfico Pedro Almodóvar, precisamos refletir em que pele estamos habitando. A pele é um órgão que podemos considerar como a vestimenta do nosso corpo. Com sua estrutura distribuída em camadas, é necessário que tenhamos alguns hábitos e cuidados, para garantir a saúde desse órgão, que para além da estética, tem grandes responsabilidades com o corpo.

Extremamente sensível, a pele é uma ótima referência para identificarmos quando sofremos algum distúrbio interno ou agressões externas. A terapeuta ortomolecular Heloisa Bernades, em seu livro “A Beleza na Ortomolecular”, afirma que a nutrição é um dos fatores que mais contribuem para os desiquilíbrios e que, durante qualquer tratamento, a alimentação tem um papel importantíssimo para conseguirmos resgatar e manter o equilíbrio do nosso corpo.

Estrutura e funções
A pele é considerada como o maior órgão do corpo humano e pode chegar, em alguns casos, a representar até 15% do peso corporal. Ela é constituída por três camadas bem interligadas: epiderme, derme e hipoderme. A epiderme é o nível mais externo da pele, fina e protetora, composta por cinco camadas. Onde ficam as células que contém a proteína queratina, as responsáveis pela produção de melanina, as de defesa e as sensoriais, decorrente das terminações nervosas, relacionadas ao tato.

A derme é o nível mais vivo e intenso de tecidos conjuntivos, compostos por proteína de colágenos e fibras de elastina. Dividida em duas camadas (camada papilar e camada reticular), ela é responsável pelo suporte e nutrição da camada mais externa. A camada papilar, onde estão os vasos sanguíneos e capilares, faz a união com a epiderme e favorece a transferência de nutrientes. Já a camada reticular, mais profunda, fornece o oxigênio e nutrientes à pele.

Formada basicamente por células de gordura, a hipoderme tem a função de manter a temperatura do corpo e acumular energia, que será utilizada no desempenho das funções biológicas. Sendo o terceiro e último nível da pele, ela une a epiderme e a derme ao resto corpo. De acordo com a característica e constituição de cada pessoa, a sua espessura é bem variável.

A pele, em sua complexidade, tem diversas funções como absorção, proteção, percepção e sensação, regulação de calor, secreção e excreção de nutrientes e outras substâncias. Todas essas funções nos ajudam a manter o nosso corpo em equilíbrio, evitando doenças. Ela se torna um espelho dos desequilíbrios internos, podendo desenvolver problemas como acne, psoríase e dermatites.

Vitaminas e minerais
O equilíbrio é a base para o desenvolvimento saudável do nosso organismo e com a pele não poderia ser diferente. Enquanto um órgão vivo, com diversos componentes estruturais, vitaminas e minerais são essenciais para manter o equilíbrio orgânico. No mercado estético, o alinhamento de saúde e beleza, com a adição de algumas substâncias, para nos auxiliar na complementação de vitaminas ou na eliminação de substancias pesadas, já é uma realidade.

Alguns especialistas apontam o ouro, a prata e o cobre como complementos poderosos, com elevado poder de regeneração da pele. O selênio e o magnésio são considerados como minerais quelantes, que podem auxiliar na eliminação de metais pesados como o chumbo, mercúrio e cádmio. Esses metais estão presentes em nosso ambiente, devido à poluição e pode ocasionar distúrbios de aprendizado em crianças e outros problemas de saúde.

Esta ação também pode feita ser por algumas vitaminas, encontradas em alimentos naturais. Como é o caso do caldo de cebola, o alho e a vitamina C, que também podem agir como quelantes. Porém, em alguns casos, a suplementação vitamínica específica é indicada na correção do equilíbrio vitamínico e mineral do organismo e consequentemente, na pele. Mas cuidado com a superdosagem, excesso nunca é saudável. Todo o suplemento deve ser indicado por um especialista, como um naturopata ou terapeuta ortomolecular.

Os hormônios são considerados os maiores vilões dos desiquilíbrio internos. Com a sua carência ou excesso, podem surgir doenças como acne, psoríase e dermatites. Dentre as matérias primas pesquisadas na terapia ortomolecular, o óleo de peixe Omega 3 é apontado como a substância que tem maior influência no desequilíbrio de causa hormonal. E no combate contra as bactérias nocivas do trato intestinal, que ocasionam a grande parte dos problemas de pele, basta cortar o açúcar que é de alimento das bactérias.

“A higiene é muito importante para a saúde da pele. Com ela conseguimos eliminar agentes poluentes ou infectantes, oleosidade e resíduos de maquiagem.”

Higiene
Antes de qualquer prática ou tratamento estético é preciso uma avaliação, feita por um especialista, para identificar o seu tipo de pele e o tratamento ideal. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), “o dermatologista é o médico especialista no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças da pele, pelos, mucosas, cabelos e unhas”. Atualmente, mais 3.000 doenças dermatológicas são apontadas pela SBD.

A higiene é muito importante para a saúde da pele. Com ela conseguimos eliminar agentes poluentes ou infectantes, oleosidade e resíduos de maquiagem. Ao longo do dia, ficamos expostos e nos contaminamos com vários elementos que podem ser nocivos ao organismo. O acúmulo de sujeira, principalmente no rosto, pode causar a obstrução dos poros e possíveis infecções.

É sugerido usar o sabonete adequado para cada tipo de pele, preferencialmente líquido. Sabonetes à base de ingredientes adstringentes são indicados para peles oleosas a mistas, pois auxiliam na desobstrução dos poros. Já nas peles mais secas e normais, são os sabonetes líquidos com pH neutro, complementado com loção ou leite de limpeza. No caso de maquiagem, ainda podem ser utilizados tônicos para uma limpeza mais profunda e eficaz.

Hidratação
Independentemente da idade, a deficiência na hidratação pode abalar a beleza da pele, causando a perda de brilho e elasticidade. Segundo a SBD, a hidratação mantém a integridade da camada de proteção e evita alguns problemas como descamação, ressecamento, irritações, infecções e o envelhecimento precoce. Por isso, diariamente, precisamos utilizar o hidratante adequado ao tipo de pele, específico para o rosto e o corpo.

Além dos produtos que nos auxiliam na hidratação externa, também é recomendada a ingestão de, no mínimo, dois litros de água por dia, para nos auxiliar na hidratação interna. Outras dicas que podem ajudar é não fazer o uso exagerado de sabonetes, buchas, banhos muito quentes e prolongados, principalmente no inverno. As esfoliações feitas em intervalos próximos também podem prejudicar o equilíbrio da pele.

Sol na medida
Pegar sol faz bem e é preciso, mas como tudo em nossa vida, o que é excessivo nos faz mal. Principalmente no verão carioca, quando é normal as pessoas exagerarem para ter um bronzeado dourado e duradouro. Porém, a exposição excessiva aos raios solares pode causar queimaduras, escamação, manchas e até câncer de pele. É preciso utilizar filtro solar para proteção dos raios ultravioleta (tipo A e B).

O sol na medida certa pode trazer muitos benefícios. Contribui para o aumento da disposição, melhorando o humor e nos ajudando na luta contra a depressão. Produzimos a vitamina D, potencializando a absorção de cálcio e fósforo em nosso organismo, e ainda previne o câncer de mama. O calor na pele dilata os vasos sanguíneos, fazendo bem ao coração das pessoas hipertensas, melhorando a circulação e ativando a produção de células de defesa.

Os médicos consideram uma exposição moderada, ficar ao sol pelo menos três vezes na semana, entre 15 e 20 minutos, sem filtro solar. Evitando, é claro, os horários com maior intensidade de radiação solar, entre 10h e 16h. Em excesso, a radiação ultravioleta pode envelhecer a sua pele, causando rugas e flacidez, pois estimula os radicais livres e destrói as fibras elásticas. Enfraquece as nossas células, podendo ocasionar doenças oportunistas como a herpes labial.

Desmedida, a radiação solar pode provocar irritações, como as vermelhidões e o aumentou da sensibilidade ao toque, lesões como queimaduras e até mesmo o câncer de pele. Além de causar desidratação, levando à insolação. Mas, lembre-se que o filtro solar deve ser aplicado sempre 20 ou 30 minutos antes da exposição ao sol, inclusive em dias nublados.

Alguns nutrientes também podem ajudar na defesa da radiação ultravioleta. O chá verde, suco de uva, morango, maçã, brócolis, nozes, pêra, mamão, melão, cenoura e beterraba são capazes de aumentar a resistência da pele aos efeitos da radiação. Basta tomar um suco antes de qualquer exposição ao sol.

Outras dicas
Se você é uma pessoa que se preocupa com os efeitos da idade na sua pele, é preciso ter uma maior atenção na pele ao redor dos olhos. Ela irá apresentar os primeiros sinais do tempo, por ser mais fina e sensível. Mas não desanime, sendo mais fina a absorção dos cremes e séruns apropriados a idade da pele é mais rápida. A aplicação deve ser com movimentos leves, e não com tapinhas ou vibrações, que aumentam a irrigação sanguínea, intensificando as olheiras.

Após o verão, em sua maioria, é normal o aparecimento ou fortalecimento de sardas, pitiríase alba e as manchas senis, ocasionadas pela exposição excessiva ao sol. O inverno é considerado a estação ideal para iniciarmos o tratamento contra manchas, como criocirurgia, peeling (para esfoliação e troca de camadas da pele) e aplicação de substâncias clareadoras.

Para obter um bronzeamento com uma pele dourada, por um bom tempo, mesmo longe do sol. A terapeuta ortomolecular Heloisa Bernardes indica a utilização de uma mistura de gel de silício, gotas de cobre, zinco-cobre e selênio vibracionais, que deve ser aplicada antes do filtro solar. Ela garante um maravilhoso bronzeamento.

Algumas substâncias e vitaminas (C e E) têm poder antioxidante, neutralizando os radicais livres e contribuindo para o rejuvenescimento da pele. O selênio tem ação antienvelhecimento. O silício é sinônimo de vida no nosso organismo, pois tem ação purificante, adstringente e remineralizante, se opondo ao envelhecimento precoce. Uma boa alimentação, rica em frutas e vegetais, é essencial para complementar o tipo de pele que você deseja habitar.

“O sol na medida certa traz muitos benefícios. Contribui para o aumento da disposição, melhorando o humor e nos ajuda na luta contra a depressão.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *