Trilha Transcarioca

Por Leonardo Costa

180 Km de oportunidades para se desligar do meio urbano e diminuir o estresse.

O Rio de Janeiro não recebeu o título de Cidade Maravilhosa sem motivos. A composição de nossas paisagens é fascinante e ainda pode nos proporcionar a oportunidade de melhorar a nossa qualidade de vida. Temos uma vasta opção de lazer e atividades físicas a céu aberto, em contato com a natureza. E as trilhas cariocas são ótimas para quem gosta de caminhar e ainda desbravar os encantos da nossa natureza para recarregar as energias.

Além de ser uma ótima atividade contra o sedentarismo, em sua atividade primária de caminhada, a prática de trilhas também é “muito indicada pelos médicos para emagrecer e manter a saúde do corpo, coração e da mente, diminuindo os riscos de ansiedade e o estresse”, afirma o professor de Educação Física e personal, Anderson Carvalho. E para quem gosta de apreciar os atrativos naturais da nossa Cidade, a Trilha Transcarioca é uma oportunidade maravilhosa.

O movimento Trilha Transcarioca foi idealizado, incialmente, em 1995. Uma iniciativa que juntou cidadãos, instituições e unidades de conservação, na implantação, sinalização, manejo e divulgação para o uso público e qualificado da trilha. São aproximadamente 180 Km, entre Guaratiba e o Pão de Açúcar, divididos em 25 trechos, nas regiões Oeste, Norte e Sul da cidade. Os trechos são classificados em níveis leve, moderado e difícil, variando o tempo de percurso entre 40 minutos e até 6 horas.

A Transcarioca
A Trilha Transcarioca integra seis unidades de conservação ambiental. O Parque Natural Municipal de Grumari, que é conhecido pelas suas belas praias selvagens (Grumari, Abricó, Perigoso, Funda, Meio, Inferno e Conchas). Segundo o site oficial, o Parque abriga a maior área de restinga na cidade do Rio de Janeiro. A maioria dos trechos que atravessam o Parque é considerado de nível leve. O seu funcionamento é de terça a domingo, das 8h às 17h, sendo estendido até às 18h durante o horário de verão.

O Parque Estadual da Pedra Branca é considerado pelo Movimento Trilha Transcarioca (MTT) como a maior floresta urbana do mundo. Com 12.500 hectares de extensão, o Parque recebe sete trechos da Trilha Trasncarioca, além do ponto culminante da Cidade. O Pico da Pedra Branca, com 1.025 metros. Devido ao seu tamanho, o Parque possui três núcleos (Pau da Fome/Taquara, Camorim e Piraquara/Realengo) e dois postos avançados (Vargem Grande e Rio da Prata), com funcionamento de terça a domingo, das 8h às 17h.

O Parque Nacional da Tijuca, com uma extensão de 3.953 hectares de Mata Atlântica, é reconhecido pelo MTT como a maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem. Localizado no coração do Rio de Janeiro, o Parque recebe nove trechos da Trilha Transcarioca. Além da Mata Atlântica, alguns trechos incluem cachoeiras, grutas e mirantes, como o da cascatinha. O seu funcionamento também é estendido durante o horário de verão, funcionando todos os dias, das 8h às 18h.

Já o Parque Natural Municipal da Catacumba, além das trilhas, oferece toda uma estrutura para os aventureiros (adulto e infantil) que curtirem arvorismo, muro de escalada, tirolesa e rapel, a um preço acessível. Em sua estrutura pavimentada e pequenas praças, os visitantes também podem organizar comemorações e piqueniques. Mas, grupos com mais de 20 pessoas precisam ser agendados com a administração do Parque. O Parque funciona de terça a domingo, das 8h às 17h e a estrutura das trilhas e equipamentos de aventura, das 8h às 16h.

As trilhas do Parque Natural Municipal Paisagem Carioca, localizado entre os bairros do Leme, Copacabana, Botafogo e Urca, nos colocam em contato com algumas paisagens turísticas da Cidade. Onde podemos destacar a perspectiva dos Arcos de Pedra (Ladeira do Leme), do Pico do Telégrafo e da Praia Vermelha. Além de disponibilizar algumas áreas com infraestrutura de uso público, como o Setor Chacrinha. O Parque funciona todos os dias, das 8h às 17h, com extensão até às 18h durante o horário de verão.

A última trilha e não menos importante fica no Monumento Natural dos Morros Pão de Açúcar e da Urca. O sítio geológico, com mais de 500 milhões de anos, está situado na entrada da Baía da Guanabara e cercado pela Mata Atlântica. Também se destacam neste trecho a pista Claudio Coutinho, o mirante para Praia de Botafogo e Zona Sul. O nível de dificuldade das trilhas é considerado como leve e em alguns trechos é possível praticar escalada e rapel em algumas pedras.

Sinalização
Os aventureiros que caminharem pelas trilhas irão se deparar com uma sinalização específica em determinados pontos. A principal delas é a sinalização direcional, que ajuda a identificar o sentido e a direção a ser tomada naquele momento. O sentido Oeste-Leste (Margaratiba-Pão de Açúcar) é identificado pela pegada amarela, aplicada em fundo preto e o sentido Leste-Oeste (Pão de Açúcar-Guaratiba) identificado pela pegada preta, aplicada em funcho amarelo.

A orientação da direção a ser tomada segue a lógica básica de posicionamento das pegadas direcionais, direita ou esquerda, respectivamente. Estando a pegada pintada para cima, basta seguir em frente. Caso encontre um tronco pintado em zebra, alternando preto e amarelo, pare e preste atenção, pois a sinalização indica que nesta parte da trilha a navegação é confusa e complicada.

Mas atenção, caso se depare com uma faixa amarela e a outra preta, formando um X, significa que você está no caminho incorreto. Já a seta branca, indica a direção da saída para o asfalto mais próximo. Também foram colocadas algumas placas de madeira e acrílico, com informações complementares como pontos de interesse e saídas mais próximas. Todas posicionadas no alto das árvores, longe do alcance de vândalos.

Dicas de segurança
Em contato com a Unidade de Conservação Pau da Fome, do Parque Estadual da Pedra Branca, pudemos receber algumas orientações importantes para quem quiser praticar caminhadas em trilhas. “O planejamento é essencial”, lembra o guarda parque da Unidade de Conservação. Uma vez escolhido o trecho, é preciso se informar sobre o trajeto, seu inicio e término, o grau de dificuldade, a distância e a quantidade de horas, além do clima previsto para o dia escolhido.

Para quem curte utilizar a tecnologia, o site oficial da Trilha Transcarioca disponibiliza um aplicativo próprio. Basta instalar no smartphone para ter acesso ao mapeamento dos trechos, com todas as informações necessárias para um bom planejamento de aventura. Os usuários podem avaliar os trechos trilhados e ainda gerar uma ocorrência, com opção de descrição e foto, sobre a sua experiência, conservação e sinalização ou segurança.

Trilha
Parque Natural Municipal de Grumari

Barra de Guaratiba x Grumari

7,5Km – Moderado – Aprox. 4h

Grumari x Grota Funda

6,8 Km – Moderado – Aprox. 4h

Parque Natural Municipal Paisagem Carioca
Ladeira dos Tabajaras x Alto da Ladeira do Leme

2,8 Km – Leve – Aprox. 1h30min

Ladeira do Leme x Morro da Babilônia x Praia Vermelha

3 Km – Leve – Aprox. 2h

Parque Natural Municipal da Catacumba
Parque Lage x Parque da Catacumba

3,6 Km – Leve – Aprox. 1h

Parque da Catacumba x Alto da Rua Vitória Régia

1,9 Km – Moderado – Aprox. 1H30min

Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e Urca
Praia Vermelha x Morro da Urca

1,9 Km – Leve – Aprox. 1h

Parque Estadual da Pedra Branca
Grota Funda x Cabungui

8,8 Km – Difícil – Aprox. 6h

Cabungui x Rio da Prata

7,2 Km – Difícil – Aprox. 5h

Rio da Prata x Casa Amarela

8 Km – Difícil – Aprox. 5h

Casa Amarela x Pau-da-Fome

13,3 Km – Difícil – Aprox. 6h

Pau-da-Fome x Piraquara

11,8 Km – Moderado – Aprox. 5h

Piraquara x Estrada dos Teixeiras

4,7 Km – Moderado – Aprox. 2h30min

Estr. dos Teixeiras x Aqueduto do Catonho

7,3 Km – Difícil – Aprox. 5H

Parque Nacional da Tijuca
Represa dos Ciganos x Bom Retiro

9,4 Km – Difícil – Aprox. 5h

Bom Retiro x Cova da Onça

6,2 Km – Moderado – Aprox. 4h

Cova da Onça x Portão da Floresta

5,3 Km – Moderado – Aprox. 3h

Portão da Floresta x Mesa do Imperador

5,9 Km – Moderado – Aprox. 3h

Mesa do Imperador x Vista Chinesa

1,6 Km – Leve – Aprox. 40min

Vista Chinesa x Dona Castorina

6,3 Km – Moderado – Aprox. 6,3 Km

Dona Castorina x Primatas

3,7 Km – Moderado – Aprox.2h30min

Primatas x Paineiras/Corcovado

4,2 Km – Moderado – Aprox. 2h30min

Paineiras/Corcovado x Parque Lage

3,4 Km – Moderado – Aprox. 2h

Sinalização da Trilha Transcarioca

Outra dica é entrar em contato com o Parque responsável pelo trecho escolhido e informar a data, o horário e a quantidade de pessoas que farão o percurso. Em caso de uma emergência, como quedas ou ataque de animais peçonhentos, caso alguém saiba, primeiramente, aplicar os primeiros socorros. Ficar no local e acionar o 193 (Bombeiros), que poderão ir diretamente ao local ou acionar a unidade de conservação responsável pelo trecho que ocorreu o acidente.

Roupas e acessórios
O vestuário e os calçados ideais para a atividade precisam estar alinhados com o tipo de trilha e o clima previsto para o dia. Diferentemente das atividades onde a superfície é lisa e regular, a caminhada em trilhas precisa de um cuidado maior para a proteção dos pés. Os calçados precisam ser mais resistentes, de cano longo e solado mais aderente, para evitar torções e “proteger de qualquer espinho e animais peçonhentos”, reforça o guarda parque do Núcleo Pau da Fome.

Quando a trilha for aberta e com uma estrutura mais arejada, com vegetação mais rasteira, podemos utilizar roupas leves. Porém, se tratando de trilhas fechadas, com mais árvores e uma vegetação que pode tocar pernas e braços, será necessário utilizar calças e camisas com mangas compridas. Assim, nos protegemos de possíveis arranhões e picadas de insetos. “O ideal é usar roupas leves e que deixem o corpo transpirar sem dificuldade”, reforça o professor Anderson Carvalho.

Petiscos e bebidas
Geralmente, qualquer exercício físico nos induz a gastar bastante energia e líquido. Nada melhor que barrinhas de cereal, protéicas e energéticas, frutas e biscoitos (salgados ou doce) que proporcionarão uma reposição energética. Para a hidratação individual, “no mínimo 1,5 L de água”, indica o professor Anderson Carvalho. Além da água, a hidratação também pode ser feita com bebidas isotônicas ou água de coco, que irão contribuir na reposição dos líquidos e sais minerais perdidos no suor, durante a atividade.

Amigos da Trilha
Seja um voluntário e faça parte do grupo Amigos da Trilha. Todos podem ajudar a promover e proteger a trilha, direta ou indiretamente. Segundo o site oficial do movimento, “a Trilha Transcarioca é mantida em conjunto por mais de mil voluntários cadastrados”, além das equipes profissionais dos Parques cariocas. Cada trecho da trilha, correspondente a um Parque, é adotado por uma instituição.

A pessoa que tiver interesse em se voluntariar, deve visitar o site oficial da Trilha Transcarioca e acessar Como Ajudar. Escolha o trecho da trilha que gostaria de ajudar, identifique a instituição adotante, clique no link da instituição e faça contato. Outra forma é contribuir com informações sobre a conservação, sinalização e segurança da trilha, marcando uma ocorrência no aplicativo. Ajudar a manter um dos nossos maiores bens, não tem preço. Boa trilha e curta a jornada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *