A importância de brincar

Por Leonardo Costa

Nesta edição, o Clube do Conhecimento, a Psicóloga Priscila Freitas foi convidada para promover uma reflexão sobre a importância do brincar no desenvolvimento das crianças. O brincar se torna assunto sério, pois com ele desenvolvemos todas as partes do cérebro.
“O brincar é um ensaio psíquico”, afirma a psicóloga. O processo de aprendizagem está ligado diretamente à observação. As crianças estão aprendendo sempre quando observam os adultos. E, quando brincamos, materializamos este ensaio.
O brincar pode ser considerado como uma aquisição global que é essencial para formação psíquica, afetiva, social e cultural, pois aprendemos em vários lugares diferentes, com diversas situações.
Priscila esclarece que, o famoso “de novo” e “mais uma vez” é por causa da sensação de prazer causada pela atividade, que proporciona a compulsão da repetição. Mas, atenção! O brincar se coloca na atividade espontânea, não nas atividades direcionadas como esporte ou aulas. Geralmente, a brincadeira acontece durante o tempo livre, com a liberdade de escolha do que e como brincar. E, sempre na espontaneidade.
Quer saber mais? Esta edição do Clube do Conhecimento está disponível no nosso Instagram/@assist.rj. Assista quando e onde quiser!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.