Pet não é brinquedo

Por Leonardo Costa

Os “serhumaninhos” que praticamente fazem parte da família, precisam de atenção, cuidados com vacinação, alimentação e ambiente saudável para a sua qualidade de vida.

Você sabe o que é um pet? Eles são filhos, confidentes, amigos, companheiros e talvez, quem sabe um bichinho de estimação. Quem têm sabe que eles são parte da família e merecem todo cuidado e atenção. Para os que estão começando a pensar em ter um, preparamos algumas dicas. Um bichinho sempre estará a espera de uma família disposta a dar tudo que ele precisa e deseja: amor, alimento, proteção, carinho, cuidados e um lugar aconchegante para dormir.

Se você já decidiu que vai ter um pet, o próximo passo é conhecer a espécie e receber informações sobre nutrição, bem-estar e todos os demais detalhes necessários para garantir a qualidade de vida do bichinho. Procure um veterinário, especializado na espécie escolhida para te dar todas as informações. Independentemente de ser um cachorro, gato, ave, réptil, peixe ou roedor, todos precisam de cuidados especiais e muita atenção.

Posso ter?
Parta do princípio que todas as vidas têm o seu valor e precisam ser respeitadas. Logo, o bem-estar animal é tão importante quanto os demais membros da família. É primordial refletir sobre algumas questões e avaliar se é viável a chegada de um novo membro. A especialista em acupuntura e homeopatia veterinária, Rogéria de Souza Faria, reforça que “você precisa ter tempo, espaço e dinheiro para alimentação e cuidados veterinários. Eles precisam de vacinas, envelhecem e ficam doentes. Precisam de carinho atenção e exercício físico.”

Analise o seu orçamento em relação aos cuidados necessários como alimentação, utensílios de lazer, vacinas, suplementos e licenciamento. Além do seu tempo disponível e espaço físico para os exercícios diários. A especialista veterinária lembra que quando adotamos um animal ficamos com uma responsabilidade que pode levar de 10 a 20 anos, em média dependendo da estimativa de vida do bichinho. Por exemplo, papagaios podem chegar a 60 anos e tartarugas a 100 anos de vida.

Ops! Cresci…
Podemos ser comovidos pelos fofíssimos filhotes e seus tamanhos, mas lembre-se que eles crescem, se tornam adultos e podem ficar muito maiores. Como é o caso de alguns mini pigs e serpentes. Segundo o especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, os mini pigs são sapecas, alegres, muito carinhosos e podem chegar a pesar 100 quilos. Para alguns cãezinhos, sem referência de pedigree e raça não existe uma maneira de ter certeza sobre o tamanho que qualquer filhote ficará. Mas uma coisa é certa: O amor será mil vezes maior que ele!

Alimentação
Escolha sempre a melhor maneira de oferecer a eles todas as vitaminas e nutrientes necessários para uma refeição saudável. Se atente as orientações do veterinário em relação à frequência, quantidade, disposição e armazenamento da comida. Você sabe quantas vezes o seu bichinho precisa se alimentar por dia ou se a comida pode ficar a disposição?

No caso dos cachorros, veja a melhor ração ou alimentos de acordo com a raça e sua idade. Existe uma frequência certa para alimentá-los, mas ela pode mudar ao longo da vida do pet. Enquanto filhotes, o gasto energético é muito maior, eles parecem estar ligados em 220 Volts. Enquanto os mais idosos preferem os momentos de descanso. Olhe sempre as indicações das embalagens dos produtos para não haver enganos de faixa etária dos bichinhos.

“De acordo com a idade, as necessidades nutricionais mudam em função do maior impacto nas articulações, da maior predisposição à obesidade, das alterações renais, entre outros problemas”, explica a médica-veterinária da Petz, Dra. Tuany do Bosque Maia, no Blog Petz.

“Uma alimentação orgânica não leva conservantes, estabilizantes, corantes, acidulantes e outras substâncias nocivas ao organismo. Porém, precisa ser balanceada para que não faltem nutrientes”, alerta a veterinária. Não se esqueça do tempo que irá investir para o preparo dos alimentos, pois eles podem estragar com mais facilidade, diferentemente das rações.

Ao optar pelas rações, hoje, existem algumas mais saudáveis, que utilizam conservantes e corantes naturais, sem transgênicos e com proteína animal. Mas, não se esqueça de sempre considerar o porte, a raça e as principais predisposições do seu pet, para que a nutrição esteja de acordo com a realidade e necessidade dele.

Segundo o Blog Petz, no caso dos gatos, os felinos tendem a apresentar problemas de obesidade na fase adulta quando não alimentados de maneira correta, principalmente quando passam pelo procedimento de castração. Em alguns casos o gatinho pode ser alérgico e precisará evitar algumas substâncias. As suas dietas precisão ser revistas, podendo ser trocada a marca da ração ou até mesmo a opções de alimentos naturais, sendo complementadas com vitaminas e suplementos.

As aves e os répteis são animaizinhos muito sensíveis, que devem ser alimentados apenas com rações específicas para suas espécies ou, quando muito, uma ou outra comida natural. No caso das serpentes que se alimentam de outros animais, considerados presas, os mais comuns para serem ofertados são:

Camundongo, rato, codorna e até coelhos. Para as aves e alguns répteis é sugerido verduras, frutas e legumes, além de algumas sementes como de alpiste e girassol.

Já os Peixes, eles também necessitam de uma alimentação saudável e bastante regrada, para não haver excesso e posteriormente venham a óbito. Acredite, hoje, já existem mais veterinários especializados em peixinhos.

A beleza natural dos pássaros silvestres é exuberante. Amáveis e com características próprias, além das cores chamativas, eles também têm uma personalidade muito forte. Algumas das espécies mais desejadas são: Papagaio, Maritaca, Pixarro, Arara, Cacatua e Pintassilgo.

Os lagartos são répteis, ou seja, eles têm sangue frio e precisam de cuidados especiais quanto às temperaturas. Se o ambiente estiver frio o seu metabolismo fica muito baixo. Também se alimentam de presas como ratos e camundongos, além de legumes, algumas frutas e ovos, adoram ovos.

As serpentes são um dos vertebrados com mais variedades. Entre os animais silvestres apresentam vários tamanhos e cores. São sensíveis à vibração, podendo sentir a nossa mais leve aproximação, tanto pelo ar, quanto pelo chão.

5 razões para adoção
01. Você não ira gastar nada

02. Você dará espaço para um novo peludo no abrigo

03. Você poderá adotar um adulto, caso não tenha tempo para um filhote

04. Eles possuem “raça” única

05. Você mudará a vida desse peludinho vira lata

Vacine
As vacinas são muito importantes para a saúde e bem-estar do seu pet. Elas evitam doenças graves, que também podem ser contraídas pelo contato com animais doentes ou outros agentes transmissores como pulgas e carrapatos. “Prevenção sempre é o melhor remédio. As vacinas de pet previvem contra zoonoses e doenças como a cinomose, que são casos bem graves. Cerca de 99% dos casos vão a óbito”, afirma a veterinária Rogéria Faria. Faça check-ups regulares com profissionais especializados.

Denuncie o abandono
De acordo com a Lei nº 9.605/98, “maltratar, abusar, abandonar ou matar animais silvestres ou domésticos é crime”. Para denunciar maus tratos e abandono de animais, ligue para a Central de Atendimento ao Cidadão – 1746, disque a opção 2 e depois 9. A denuncia também pode ser feita pelo site: https:// www.1746.rio/portal/servicos, na área animais, proteção de animais e visita técnica em locais onde há possíveis maus tratos de animais.

Adotar faz bem ao coração
Já decidiu aumentar a família? Então, que tal adotar? Alguns bichinhos como cães e gatos, por não terem uma raça e nem pedigree, devido a um preconceito bobo, muitos são deixados de lado. Antes de comprar, visite uma ONG e mude a vida de um bichinho. Na coluna Ação Social (pág. 20), tem duas instituições que poderão lhe ajudar a adotar.

Parceria ASSIST
O nosso conceito de qualidade de vida e bem-estar se estende ao seu familiar pet. A pet shop PETZ é uma das nossas parceiras que compõe o grupo de Seleção de Vantagens. Acessando o link da PETZ pela área do associado no site da ASSIST, em Descontos, para aproveitar os valores especiais em itens de alimentação, farmácia, higiene e beleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.