Qual a melhor abordagem psicológica para tratar a ansiedade?

Psicóloga aplicando abordagem psicológica em seu paciente

Os transtornos de ansiedade podem gerar uma série de problemas e desafios que pioram a qualidade de vida da pessoa. Por isso, é importante tratar da maneira certa. Muitas vezes, esse tratamento envolve uma abordagem psicológica, envolvendo a psicoterapia.

Nesse caso, porém, qual seria a melhor abordagem psicológica para tratar a ansiedade? Existe uma técnica de psicoterapia mais indicada ou todas podem servir? Nessa publicação, vamos falar sobre isso em mais detalhes, veja!

Por que tratar a ansiedade?

Foto de psicóloga, vestida de roxo, com caneta e caderno às mãos, consultando paciente jovem, com blusa branca e calça jeans

A ansiedade pode ser algo normal no dia a dia de qualquer ser humano. Não há nada necessariamente que represente uma doença quando ficamos nervosos antes de uma prova, por exemplo.

No entanto, da mesma forma em que pode ser normal, ela também pode ser considerada um distúrbio psiquiátrico. Dessa forma, a ansiedade pode sim ser um problema que deve ser tratado por profissionais especializados, como os psiquiatras e os psicólogos, por exemplo.

Entre os exemplos de transtornos de ansiedade, podemos citar alguns mais comuns. São eles o transtorno de ansiedade generalizada, a síndrome do pânico, a fobia social, o estresse pós-traumático, o transtorno obsessivo compulsivo (TOC), e assim por diante.

Na prática, cada um apresenta sintomas diferentes ao indivíduo. A similaridade é que todos representam um prejuízo à qualidade de vida e devem ser tratados para evitar que isso ocorra.

Portanto, não importa o tipo de ansiedade que você possa ter, ele deve ser tratado. Quem indica o tratamento mais adequado é o médico psiquiatra. A partir disso, há opções de como cuidar da sua saúde mental, as quais envolvem medicações, psicoterapia, atividade física e outros elementos.

Quais são os tipos de psicoterapia existentes?

A psicoterapia é uma das formas mais eficazes de auxílio no tratamento dos mais diversos tipos de ansiedade. No entanto, existem diversas técnicas existentes, sendo algumas delas mais comuns.

Diante disso, qual a melhor abordagem psicológica para tratar a ansiedade ou outros transtornos? Na verdade, pode depender muito. Abaixo, vamos explicar um pouco sobre as principais abordagens terapêuticas existentes: 

1. Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)

A Terapia Cognitivo-Comportamental, ou TCC, como também é chamada, é uma das técnicas que mais possui evidências científicas. Em vista disso, é uma das principais indicações dos psiquiatras hoje em dia.

O objetivo por trás dessa abordagem psicológica é entender o indivíduo, relacionando seus sintomas com a sua vida. Então, a ideia é controlar os sintomas a partir de técnicas específicas e os fatores que causam a ansiedade.

2. Psicanálise

A psicanálise é uma abordagem psicológica ligada a Freud e à sua metodologia. Desse modo, o foco é na análise do inconsciente do paciente. Uma característica é ter um tratamento consideravelmente mais longo do que a TCC, por exemplo, podendo levar anos.

A partir das informações do paciente, o psicanalista realiza uma série de interpretações. A finalidade é, justamente, chegar à causa da ansiedade para tratá-la.

3. Psicoterapia de Jung

A terapia jungiana ou psicoterapia de Jung é outro método de psicoterapia existente. Nele, o paciente realiza algumas dinâmicas, sendo a maioria delas relacionada a tarefas de escrita e de desenho.

Assim como no método de Freud, parte importante dessa abordagem é trabalhar com o inconsciente. Por isso, elementos como os sonhos são de grande importância.

4. Behaviorismo

A terapia behaviorista, como indica a sua tradução, está ligada ao comportamento humano. De acordo com ela, nenhum ato é feito ao acaso. Ao invés disso, estamos sempre reagindo ao ambiente e às expectativas relacionadas a nós.

As ações que executamos em diferentes ambientes, como casa e trabalho, por exemplo, são diferentes. Isso seria uma evidência de que o meio em que estamos inseridos atua nas atitudes que tomamos.

Por isso, as seções dessa abordagem visam corrigir os comportamentos que estão causando a ansiedade. Para isso, alguns exercícios e outras ferramentas são utilizadas, tentando fazer o paciente superar o que está gerando o problema.

5. Gestalt

O gestaltismo tem por finalidade fazer com que o paciente encontre novas maneiras de encarar as situações difíceis. Ele foca em valores, acontecimentos específicos, na pessoa e nos sentimentos que ela traz.

6. Humanismo

O principal foco do humanismo é gerar a autoaceitação do paciente. Ela é uma abordagem psicológica mais ligada à filosofia. A ideia, então, é criar um ambiente mais acolhedor, de modo que o paciente se sinta bem e desenvolva seu eu real.

Qual a melhor abordagem psicológica para tratar a ansiedade?

Vista frontal do psicólogo que consulta um paciente em uma abordagem psicológica

Existem diversas opções de abordagem psicológica para tratar a ansiedade. A melhor delas depende de uma série de fatores, como a indicação do seu psiquiatra e de com qual você se sente mais à vontade.

Dito isso, boa parte dos profissionais da psiquiatria indica a Terapia Cognitivo-Comportamental. Como mencionamos antes, a TCC tem um índice maior de estudos que evidencia sua eficácia ao lidar com transtornos como os de ansiedade.

Isso não quer dizer que as outras técnicas de psicoterapia sejam ruins. Na verdade, todas têm o seu valor. O melhor é testar e ver com qual você se adapta melhor.

Com os Benefícios Coletivos, Programas, Parcerias e Convênios da ASSIST é possível ter acesso a diversas atividades físicas, de lazer e culturais, além de assistência médica ambulatorial básica coletiva e Planos de Saúde Coletivo da Notredame Intermédica. Clique aqui e conheça nosso site!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *