Qual a diferença entre o plano de saúde hospitalar e o ambulatorial?

foto de médica de plano de saúde

Ter um plano de saúde é uma forma de se prevenir contra doenças que podem surgir. Afinal, nunca se sabe quando vamos precisar de algum exame ou quando uma emergência pode acontecer.

No entanto, existem algumas distinções entre os tipos de planos existentes. Você sabe, por exemplo, o que significa ser hospitalar e o que quer dizer ser ambulatorial? Na hora de escolher o seu, isso pode fazer a diferença.

O que é um plano de saúde ambulatorial?

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é quem é responsável pelos planos de saúde. Ela tem uma função de promover o interesse público, regular as operadoras e contribuir para as ações de saúde no país.

Dessa forma, é a ANS quem lida com os tipos de planos de saúde também. Além do SUS, são possíveis alguns outros tipos de planos, como os coletivos. E cada um deles oferece diferentes possibilidades.

Dentro desse cenário, um tipo de plano é o chamado ambulatorial. Basicamente, esse é um tipo de plano mais simples e mais barato. No entanto, ele não oferece internações, por exemplo.

No plano de saúde ambulatorial, o foco é maior em consultas e em exames. Assim, todos eles, bem como alguns tipos de tratamento que não precisam de internação, são cobertos, de acordo com a apólice.

Com relação a procedimentos de urgência ou emergência, também costuma haver cobertura limitada. Embora ela exista, é referente às primeiras 12 horas somente. Nisso, entram exames e tratamentos, igualmente com a restrição do tempo.

Como funciona o plano de saúde hospitalar?

Médicas conversando em frente de paciente no leito de hospital atendido em plano de saúde hospitalar

Ao contrário do ambulatorial, o plano de saúde hospitalar oferece internação. Dessa maneira, ele é mais completo e é o ideal para quem quer se prevenir um pouco mais. Contudo, tende a ter um valor maior.

Entre a cobertura desse tipo de plano de assistência médica, estão as já ditas internações, inclusive em UTI, medicamentos, procedimentos, tratamentos e exames. Aqui, porém, é tudo feito no hospital, sem consultas cobertas por marcação.

De modo distinto ao caso do ambulatorial, não há um limite de tempo para realizar serviços de urgência e emergência. Ou seja, pode durar o tempo que for, até mesmo além das 12 horas do caso anterior.

Qual a diferença entre eles?

A principal diferença entre o plano de saúde hospitalar e o ambulatorial é com relação ao que cada um cobre. Eles têm objetivos distintos e, de certa forma, são até mesmo complementares.

Enquanto o ambulatorial tem consultas ilimitadas, procedimentos e exames ambulatoriais, entre outros, o hospitalar tem uma característica distinta. Em vez disso, ele cobre internação ilimitada, atendimento emergencial ilimitado, etc.

Então, se o principal interesse é apenas na marcação de consultas e exames, o ideal é o ambulatorial. Já, se for para internações hospitalares, urgências e emergências, a melhor opção é o hospitalar.

Um ponto importante é relacionado ao parto. A sua cobertura nos planos depende de cada contrato. Por isso, é necessário observar previamente se a parte de obstetrícia está inclusa ou não no seu, caso seja de seu interesse.

Benefícios em ter um plano de saúde

pessoa segurando as mãos de outra em sinal de cuidado

Ter um plano de saúde, seja ele ambulatorial ou hospitalar, é uma ótima maneira de se prevenir contra problemas de saúde. Isso vale tanto pelo ponto de vista do seu bem-estar quanto pela questão econômica.

Consultas com profissionais da saúde devem ser feitas com regularidade, bem como exames. Isso em pacientes saudáveis e, em especial, para quem já tem alguma doença. Na prática, exige custos corriqueiros, que podem ser superiores ao da mensalidade do plano ambulatorial.

Além disso, pense nos casos de emergência. Internações, principalmente em UTIs, podem ter um valor elevado. Neste caso das UTIs, em alguns hospitais, a diária pode chegar a até 5 mil reais diários.

Em vista disso, ter um plano é uma excelente maneira de se prevenir. Há um custo-benefício que garante que você vai ter seu atendimento com maior praticidade, sem ter de recorrer necessariamente às filas do sistema público.

Como escolher?

As diferenças entre os planos ambulatoriais e hospitalares fazem com que não sejam concorrentes. Ao invés disso, na verdade eles são complementares, como já foi dito antes.

Por conta desse fator, o ideal é ter uma combinação de plano de saúde hospitalar + ambulatorial. Assim, você garante que está com uma cobertura mais ampla.

Hoje, existem planos individuais, familiares, coletivos, entre outros. É necessário observar os custos envolvidos em cada um e a cobertura. Normalmente, os coletivos tendem a ser mais em conta.

Na ASSIST, oferecemos opções de planos coletivos para garantir a sua segurança com um baixo custo. Venha conhecer!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.