São Thomé das Letras

Por Christine Keller

Conheça os atrativos e a magia encantadora da Cidade da Pedra.

Após um longo período de recolhimento, que tal passar uns dias, sozinho ou acompanhado com familiares ou amigos em um lugar mágico, acolhedor, em contato com a natureza, com atrações para todos os gostos? São Thomé das Letras, no sul de Minas Gerais, cidade montanhosa, situada a 1.440 metros acima do nível do mar. Cercada por uma área de preservação, reúne montanhas, grutas, cachoeiras, trilhas, artes, artesanatos, pousadas charmosas, restaurantes, esportes de aventura, ecoturismo, roteiros românticos, bares, pontos históricos e shows.

Natureza paradisíaca: Convite à integração e atividade física
São Thomé das Letras está a 1.440 metros acima do nível do mar. É uma das localidades mais altas do Brasil e que atrai gente de todo o mundo por conta de sua história, misticismo, contato com a natureza, turismo de aventura e muitas atrações. Conhecida como a Cidade de Pedra, possui dezenas de cachoeiras espalhadas em seu perímetro, grutas fantásticas e trilhas incríveis.

Quando o assunto é cachoeira, um dos pontos mais visitados de São Thomé é a Véu da Noiva, a de maior volume de água, que desce por entre as pedras, forma um véu de noiva, criando um visual fabuloso. Com mais de 20 metros de queda, desemboca em um poço de três metros de profundidade. Localizada a 9 Km de São Thomé através da Estrada Real de Baependi, nela é possível praticar esportes como o Rapel, o Cachoeirismo ou Cascading (Rapel dentro da cortina d´água) e a Tirolesa. É indicada também para banho, embora um pouco escorregadia.

Próximo à Véu de Noiva, um pouco mais abaixo, visite a Cachoeira do Paraíso, uma exuberante piscina natural, que se chega percorrendo uma trilha situada ao lado do Ribeirão Canta Galo. Vale das Borboletas é outra cachoeira muito visitada. Distante a 3 Km da cidade, na Serra de São Thomé, no caminho para o município de Três Corações, é muito procurada por banhistas por conta de suas duas quedas d´água que formam uma piscina natural. Infelizmente, por conta das mudanças climáticas, as borboletas diminuíram muito, mas ainda é possível apreciá-las. É cercada de uma exuberante mata verde e uma gruta com samambaias.

Outra cachoeira imperdível e indicada para banho é a Shangri-lá, formada por uma corredeira de pequenos poços de água mineral cristalina, proveniente de um córrego do alto da Serra do Pico do Gavião, que percorre pedras de quartzito rosa. No local, encontram-se ainda, inscrições rupestres com alguma semelhança das encontradas na Serra de São Thomé.

Sempre que for se aventurar em trilhas e trekkings, atividades ou lugares poucos comuns ou que possam ofertar algum risco, é recomendado contratar um guia local que conhece bem o caminho e sabe quais os cuidados necessários para aproveitar o passeio em segurança.

Se for época de lua cheia, não deixe de conhecer a Cachoeira da Lua, que reflete o satélite natural da Terra em suas águas. Fica cerca de 6 Km da cidade, na estrada que vai para o povoado de Sobradinho. Outra cachoeira das mais bonitas é Antares, a mais alta de São Thomé, no meio de uma mata de área preservada, no desvio para Conceição do Rio Verde.

Além das cachoeiras, São Thomé é famosa pelas grutas. A do Carimbado é uma das mais procuradas não só por geólogos e historiadores, mas também por curiosos por conta de uma lenda que diz que existe uma passagem subterrânea no final da gruta, que deságua diretamente em Machu Picchu, no Peru, e teria sido descoberta pelos incas por um mapeamento astral. Se é verdade, nunca ficou provado, já que ninguém conseguiu chegar ao fim da gruta.

A Gruta do Labirinto é toda de quartzito e pode ser visitada acompanhada de um guia turístico local. A belíssima Gruta de Sobradinho possui 150 metros de extensão, uma linda cascata e poço de água mineral. Próximo ao centro da cidade você encontra a Gruta de São Thomé que também possui pinturas rupestres.

Quer mais adrenalina?
Quando o assunto é esportes radicais, São Thomé das Letras oferece uma gama variada. Além dos já citados praticados nas cachoeiras, você pode fazer Trekking, Off-Road e Escaladas. Com os guias gabaritados ou mesmo nos hotéis e pousadas você obtém informações de como praticar essas modalidades com toda a segurança e diversão.

São Thomé é um dos celeiros de Espeleoturismo, exploração de grutas e cavernas. É preciso contratar um guia experiente e respeitar as regras de segurança. É aconselhável levar lanternas e usar capacetes, calças e camisas de mangas compridas e calçados de boa aderência. Nunca se aventure a entrar em uma gruta sozinho ou sem equipamento de segurança. Também acontecem alguns campeonatos como o de Montain Bike Up Downhill, Motocross, Rallys e Enduros. Para saber quando a cidade recebe essas competições, consulte o site da Federação Mineira de Ciclismo (https://fmc.org.br/) e da Federação de Motocliclismo do Estado de Minhas Gerais para saber de tudo (https://fmemg.esp.br/).

Outros points
Um espaço que precisa fazer parte da sua agenda é o Parque Municipal Antônio Rosa, na Rua Maria Cândida de Souza, 158-212, a 1.430m do nível do mar, aberto 24 horas. O Conjunto Paisagístico do Parque foi tombado pela Prefeitura pela grande importância cultural para a cidade e para preservar o ecossistema com sua diversidade de espécies. O lugar reúne algumas das atrações mais interessantes: a Casa da Pirâmide, o Cruzeiro, a Toca da Bruxa, o Mirante e a Toca do Leão. Por ser um local alto, aconselha-se levar agasalho, pois pode fazer frio. Fique agora por dentro do que visitar:

A Casa da Pirâmide é uma construção em pedra, simples, porém encantadora, com uma cobertura em forma de pirâmide, de onde se pode avistar todo o vale (360º) e presenciar pores do sol indescritíveis e noites estreladas. Bem próximo à Casa da Pirâmide está o Morro do Cruzeiro, de onde também o viajante tem um visão espetacular de todo o vale e pode admirar o nascer e o por do Sol e as lunações. O Mirante, também edificado em Pedra, é outro ponto que permite uma visão panorâmica da cidade. Já a Toca da Bruxa é uma formação rochosa também muito visitada, dentro do Parque, que apresenta a silhueta de perfil de um rosto de bruxa.

A Toca do Leão é um dos marcos históricos e geográficos de São Thomé. Abrigou o primeiro camping selvagem do município, tendo recebido os primeiros hippies da cidade. Em 1986, foi construído ali o primeiro Albergue da Juventude e área para camping. A lenda local conta que a formação rochosa é de dois animais se engolindo, que teria formado a figura de um deles sem cabeça. Não deixe de conferir as pinturas rupestres que dão nome ao ponto turístico.

Um outro atrativo curioso é a Ladeira do Amendoim, na estrada que vai para Três Corações, próxima à Gruta do Carimbado. Segundo a lenda este local seria um dos chakras da Terra, com um magnetismo muito forte e localizado em cima de um portal que levaria até Machu Picchu, no Peru. Para místicos e esotéricos, toda São Thomé seria um dos sete pontos energéticos do planeta, onde haveria maior troca de energia com o Cosmos. Muitos garantem que nos pontos mais altos se pode observar discos voadores. Será?

Arte, comidinhas e onde ficar
Se você aprecia arte e gosta de comprar peças exclusivas do artesanato local, saiba que São Thomé oferece itens únicos. Muitos são feitos de mineral quartzito, conhecido como Pedra de São Thomé, também muito utilizada na construção e arquitetura local. Móveis, decoração, roupas, escultura, pintura, arte em couro, metal e diversas outras modalidades de materiais e técnicas artísticas podem ser adquiridas em lojas, ateliês e exposições nas ruas.

Em São Thomé você encontra todo tipo de acomodação de acordo com o que pretende gastar. Desde hotéis, pousadas charmosas com serviço completo, hostels e quartos mais simples, em casa de pessoas que oferecem hospedagens pelos aplicativos. Também é possível acampar. Antes de ir para a cidade de São Thomé, sugerimos dar uma olhada no site da ASSIST e conferir nossas parcerias com agências de turismo para escolher pacotes com atrativos e preços especiais para os associados. Assim, você irá aproveitar o melhor desse paraíso!

“Cercada por uma área de preservação, reúne montanhas, grutas, cachoeiras, trilhas, artes, artesanatos, pousadas charmosas, restaurantes, esportes de aventura, ecoturismo, roteiros românticos, bares, pontos históricos e shows.”

A variedade gastronômica, que a Cidade da Pedra oferece, tem para todos os paladares e bolsos! Um dos mais visitados é o restaurante Alquimista Praça, em frente a Matriz de São Thomé, com pratos da culinária brasileira, carnes, massas e também opções veganas. Preços acessíveis com atendimento classe A, cerveja artesanal e outros drinks, além de música ao vivo em alguns horários.

Também há o Empório, restaurante e pub com lanches, pratos rápidos e mais elaborados, e o Restaurante de Sinhá, com a típica cozinha mineira no fogão à lenha e tempero caseiro. A cidade também oferece alguns bares com música ao vivo, proporcionando aquele happy hour.

Como chegar em São Thomé das Letras
Saindo do Rio de Janeiro, o acesso é pela BR-116 no sentido para São Paulo até o município de Itatiaia. Depois pegue a BR-354 até Caxambu, a BR-267 até Cambuquira e finalmente a MG-167 no sentido de Três Corações. Guie-se pelas placas ou GPS. Se for de ônibus, vá até a cidade de Três Corações e lá pegue um direto para São Thomé. Distâncias: Rio de Janeiro/São Thomé, pouco mais de 330Km.

Um pouco de história…
São Thomé era habitada pelos Indígenas Cataguás, que foram expulsos pelos bandeirantes no século XVIII. O nome da cidade provém de uma lenda que diz que no final do mesmo século, João Antão, um escravo fugido do sr. João Francisco Junqueira, havia encontrado uma estátua de São Thomé em uma gruta junto com uma carta. Esse fato teria garantido a alforria do escravo por seu dono, que teria mandado construir a matriz ao lado da gruta, onde é hoje o centro. Desde o início do século XX, a extração do quartzito (Pedra de São Thomé), se tornou a principal atividade do município, ao lado do turismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.