Quais são as principais causas das doenças do sistema respiratório?

imagem ilustrativa de um poulmão demonstrando doenças do sistema respiratório

Saber quais são as causas das doenças do sistema respiratório ajuda a evitar que elas surjam. Por isso, é importante estar atento, uma vez que essas patologias podem ser graves e levar até mesmo à morte.

Atualmente, sabemos de diversas razões que atuam como causadoras dessas doenças. Entre os principais, estão agentes infecciosos, a genética e fatores ambientais. Acompanhe para saber mais!

O que são doenças respiratórias?

Mulher doente sentada na cama assoando o nariz

De forma resumida, as doenças do sistema respiratório são as que afetam a estrutura dessa região. Ou seja, da faringe, da laringe, das vias nasais, dos pulmões, dos brônquios, da traqueia, do diafragma e dos alvéolos.

Entre os principais problemas que elas geram, estão a obstrução das vias aéreas, as inflamações e as irritações. Isso, então, dificulta a capacidade respiratória e também influencia no transporte de oxigênio a outras regiões do corpo.

Dessa forma, essas enfermidades também podem ter impacto para além do sistema respiratório. Isso faz, então, com que os riscos sejam agravados, dependendo do caso. Algumas doenças mais graves podem até levar a óbito.

Quais são os principais tipos?

As doenças respiratórias podem ser classificadas entre dois tipos principais. O primeiro deles é o das doenças agudas. O segundo, é o das crônicas.

No caso das doenças agudas, elas são aquelas que têm um início bastante rápido, com curta duração. O tratamento também deve ser imediato, e costuma levar pouco tempo. Em geral, o fim de uma doença aguda se dá em menos de três meses.

Já no caso de uma doença crônica, ela começa gradualmente. Sua progressão é lenta, mas com uma duração mais prolongada. Assim sendo, dura mais de três meses, muitas vezes sem cura, pela vida toda.

Dessa forma, um exemplo de doença respiratória aguda seria uma amigdalite. Ela se caracteriza por ser de natureza inflamatória, durando de 5 a 7 dias, caso seja tratada da forma correta.

Já, uma crônica, seria a asma. Por sua vez, ela acomete os brônquios, em especial. Assim como na amigdalite, também inflamam a região afetada. Entre os sintomas, estão dificuldade pra respirar, falta de ar e tosse.

Causas das doenças do sistema respiratório

Radiologista feminina analisando radiografia de tórax de um paciente na clínica médica, analisando se há alguma doença no sistema respiratório

As doenças do sistema respiratório podem ter uma série de motivos diferentes. Isso vai desde fatores ambientais até genéticos ou inclusive hábitos. 

Uma vez que sabemos quais são as causas dessas enfermidades, é mais fácil prevenir. Por isso, é importante prestar atenção a elas. As mais comuns são as seguintes:

Infecções

Uma das principais causas são as infecções. Elas podem ocorrer por vírus, bactérias ou fungos. Normalmente elas inflamam parte do trato respiratório, o que pode levar a uma série de doenças, como as sinusites, as rinites ou as pneumonias, por exemplo.

Poluição

A produção de substâncias tóxicas, como o monóxido de carbono, é produto da poluição. Infelizmente, hoje em dia ele é muito comum, sobretudo nas grandes cidades. Isso afeta os pulmões.

Má alimentação

Uma alimentação desbalanceada faz com que o organismo não receba os nutrientes que precisa. Dessa forma, reduz a força para combater agentes infecciosos, por exemplo, tornando o corpo mais fraco. Manter-se hidratado também é importante.

Tabagismo

Fumar é um péssimo hábito para quem quer evitar doenças do sistema respiratório. Essa é uma das causas mais comuns de muitas delas, como DPOC, bronquite e até mesmo câncer de pulmão, entre diversas outras enfermidades.

Poeiras e ácaros

Tanto a poeira quanto os ácaros (pequenos animais que não vemos a olho nu) se acumulam em cortinas, tapetes, sofás, lençóis, etc. Muitas pessoas são sensíveis a esses fatores. Lavar constantemente e evitá-los ajuda na prevenção, caso você tenha alergia.

Tempo seco

Quando o tempo está mais seco, é mais difícil respirar. Neste caso, também, a proliferação de alguns micro-organismos é facilitada, o que pode gerar doenças.

Genética

Algumas enfermidades têm propensão genética. É o caso da asma e de outras. Isso significa que são maiores as chances de filhos terem a doença, caso os pais ou avós tenham tido, por exemplo.

Outras doenças

Patologias que acometem outras regiões do corpo também podem causar problemas respiratórios. Isso acontece por fragilizarem o organismo, de modo a gerar impactos em outras regiões também.

Como tratar as doenças respiratórias?

Para cada tipo de doença respiratória existe um tratamento que é mais adequado. Dessa forma, perceba que tratar uma gripe não é a mesma coisa que tratar um paciente com DPOC ou com bronquite.

Então, o primeiro passo é diagnosticar a doença. Para isso, você precisa procurar assistência médica assim que notar algo de errado com o seu corpo. A partir daí, o profissional irá solicitar exames, de acordo com as principais hipóteses.

Uma vez que já se sabe qual é a doença, são várias as opções de como tratar. Isso varia de acordo com a enfermidade, em como o paciente se encontra e com a gravidade da patologia.

Entre as principais alternativas, estão a inalação de oxigênio, o soro fisiológico, as medicações via oral, a vacinação, a radioterapia, a ventilação (mecânica ou líquida) e a fisioterapia respiratória. Para casos mais graves, pode ser indicado tratamento cirúrgico.

Na ASSIST, disponibilizamos planos de saúde coletivos do convênio com a Notredame Intermédica para que você esteja preparado para enfrentar qualquer problema. Clique aqui e conheça!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.